Piracuruca

Situada a 200 quilômetros de Teresina, Piracuruca é um livro de história ao ar livre. É em seu território que está a maior parte do Parque Nacional de Sete Cidades, famoso por suas formações rochosas e registros rupestres cheios de lendas e mistério. Também é possível conhecer lugares como o museu particular Nossa Casa de Cultura, com acervo eclético sobre a história do município; seu casario centenário, marcado pela riqueza do áureo tempo da cera de carnaúba; e suas festas, dentre as quais as mais famosas são o carnaval, às margens do balneário Prainha e os festejos da padroeira Nossa Senhora do Carmo, no mês de julho.

Topônimo

"Piracuruca" é um termo de origem tupi que significa "peixe roncador", através da junção dos termos pirá (peixe) e kuruk (roncador)[5]. É uma referência ao Rio Piracuruca, que corta a cidade.

História

O município de Piracuruca encontra-se na Região Nordeste do Brasil. Sua história ainda é pouco pesquisada, repleta de mitos e lendas. Não se sabe a data da criação da Freguesia de Nossa Senhora do Monte do Carmo de Piracuruca. Mas, de acordo com o historiador padre Cláudio Melo em seu livro "Fé e Civilização", provavelmente aconteceu em 1722 ou em 1723, em razão do desmembramento da Freguesia do Surubim (Campo Maior). É provável que o primeiro sacerdote católico tenha sido o padre João da Costa Pereira, sesmeiro e desbravador do século XVII. Sabe-se que, em 1732, o padre José Lopes Pereira iniciou suas atividades, interrompendo-as em 1742, quando foi transferido para a recém-criada Freguesia do Desterro do Piauí. Segundo o padre Cláudio Melo, o vigário José Lopes Pereira ainda retornou em dois períodos: de 1763 a 1767; e o último, de 1772 a 1780. Durante seu exercício, foi auxiliado por frades carmelitas e outros missionários.

A ocupação da área de sua jurisdição (Brejo, Maranhão; Parnaíba; Buriti dos Lopes; Bom Princípio do Piauí; Batalha; Pedro II; Domingos Mourão; Milton Brandão; Lagoa de São Francisco; Piracuruca; Cocal; Cocal dos Alves; São José do Divino; Brasileira; São João da Fronteira) está relacionada com o fim do período holandês no Recife, em 1654, decorrendo na migração dos tabajaras, liderados pela família Camarão, para a serra da Ibiapaba; o povoamento de cristãos-novos, judeus convertidos, e demais degredados (ciganos, inclusive) por determinação da Coroa portuguesa, oriundos de Portugal e dos Açores; a construção das estradas de ligação entre o Maranhão e o Ceará; a revolta de Beckman, irmãos cristãos-novos, donos de engenho no Maranhão; o aldeamento dos jesuítas em Viçosa do Ceará, na serra da Ibiapaba; a atuação de bandeirantes paulistas (capitão-mor, mestre do campo da conquista do Piauí, Francisco Dias de Siqueira, conhecido como "O Surdo" ou "O Apuçá", auxiliado por João Pires de Brito; capitão-mor João Amaro Maciel Parente), baianos (capitão-mor Bernardo de Carvalho e Aguiar, Coronel Pedro Barbosa Leal); e maranhenses (Capitão-mor do Maranhão Vital Maciel Parente) e pernambucanos (capitão-mor Antônio da Cunha Souto Maior, mestre da conquista do Piauí e do Maranhão); a ação evangelizadora de missionários de várias ordens religiosas: mercedários, carmelitas e jesuítas, por exemplo.

A Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo foi construída entre 1718 e 1743 a mando de Manuel Dantas Correia e José Dantas Correia[6], porém, desconhece-se se os dois tinham alguma ligação com os carmelitas e mercedários que atuavam no norte do Piauí. Uma de suas primeiras imagens, Nossa Senhora do Monte Serrat, fora trazida da Ermida de Nossa Senhora do Monte Serrat, construída em 1711 pelo Coronel Pedro Barbosa Leal na Vila Velha da Parnaíba, em razão do aumento dos ataques dos tremembés à região, no começo do segundo decênio do século XVIII.

A freguesia de Nossa Senhora do Monte do Carmo tornou-se vila de Nossa Senhora do Carmo da Piracuruca através de Decreto Regencial em 6 de julho de 1832, e foi emancipada politicamente, elevando-se à categoria de cidade pelo Decreto Estadual nº 1, de 28 de dezembro de 1889.

Piracuruca é um nome tupi que significa "peixe que ronca". A cidade foi fundada a partir de antiquíssima fazenda de gado, situada às margens do rio do mesmo nome, na rota da passagem de colonizadores que, do Ceará, adentravam pela terra dos índios tocarijus rumo ao Maranhão.

A cidade guarda, até hoje, a aparência da arquitetura do tempo colonial e destaca-se pela hospitalidade do seu povo. A economia baseia-se na pecuária e no extrativismo da carnaubeira, palmeira nativa que produz resinas vegetais de larga aplicação na indústria.

Como chegar

Carro: Saindo de Teresina, siga 200 km em direção ao Norte, pela BR 343. Para chegar ao Parque Sete Cidades, é preciso pegar a BR 222, no entroncamento em Piripiri.

Vindo do Ceará, é só seguir na BR 222.

Eventos

Piracuruca também é conhecida por seu animado carnaval às margens do rio que deu nome à cidade, no balneário Prainha, Centro do município. O local também é ponto de encontro nas festas juninas e festejos da padroeira Nossa Senhora do Carmo, que acontecem em julho.

Associação Nossa Casa de Cultura (Museu)

A Associação Nossa Casa de Cultura é um museu particular que é composto por um acervo que retrata de três séculos do povoamento de Piracuruca e a história privada de seus mais importantes moradores. Para visitá-lo é preciso marcar com os proprietários pelo telefone.

Parque Nacional de Sete Cidades

Criado em 1961, o Parque Nacional de Sete Cidades tem uma área de 6.221 hectares e abriga um conjunto grande e variado de formações rochosas de, pelo menos, 190 milhões de anos que fascinam seres humanos há muitos séculos. Há quem diga que a região é mágica e que já tenha servido de abrigos não só para índios, mas também fenícios e até mesmo extraterrestres. Cada um dos sete aglomerados de rochas corres-pondem a uma “cidade” com formações que lembram animais – como elefante e tartaruga, o imperador Dom Pedro I, mapas de países. Há ainda pinturas rupestres, além de cachoeira e piscinas naturais que podem ser visitadas durante o período chuvoso (primeiro semestre). O acesso à entrada principal é feito pela BR 222, mas também é possível chegar ao parque por estrada vicinal a partir de Piracuruca.

Fonte:

Onde comer

Você tem uma sugestão? 😃

Cadastre em nosso formulário que em breve será apresentado aqui.

Arte de rua

Você tem uma sugestão? 😃

Cadastre em nosso formulário que em breve será apresentado aqui.

Guias de Turismo

Você é Guia de Turismo nesta cidade? 😃

Cadastre-se em nosso formulário que em breve você aparecerá aqui.

Rotas

Os melhores roteiros para você fazer